Preso em Duque de Caxias um dos principais traficantes do Complexo do Alemão


Naíba é suspeito de liderar o tráfico na Cidade de Deus e em comunidades da Baixada Fluminense.

Naíba foi preso no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias

Naíba foi preso no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias / Foto: Fabiano Rocha - Agência O Globo

Mais um dos principais líderes do tráfico de drogas da facção criminosa que atuava no Complexo do Alemão foi preso pela Polícia Civil. Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) capturaram o traficante Sandro Batista Rodrigues, 41 anos, conhecido como “Naíba” ou “NB”, foragido sistema penitenciário desde 2002. Contra ele havia 18 mandados de prisão pendentes expedidos pela Justiça pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas e roubo.

“Essa prisão vem ao encontro do objetivo da Polícia Civil, que é tirar de circulação as lideranças do tráfico de drogas que atuavam nas áreas agora ocupadas pelas UPPs”, enfatizou o diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada, delegado Maurício Luciano de Almeida.

Naíba foi capturado na tarde de sábado (03/09) na casa de familiares, situada na Avenida Manoel Teles, 425, no Complexo da Mangueirinha, centro em Duque de Caxias. Segundo os agentes, ele era atualmente responsável pelo tráfico de drogas na localidade do Karatê, Favelinha, Casinha e Rocinha 2, comunidades situadas na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, além das localidades conhecidas como Corte 8 e Centenário, ambas no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias.

Segundo o delegado Fábio Asty, responsável pela prisão do traficante, as investigações duraram cerca de um ano e meio e descobriram o envolvimento do criminoso na venda de entorpecentes a varejo usando mototáxis e mulheres que moravam nas comunidades.

“Acredito que ele chegava a movimentar o montante de cerca de R$400 mil por semana no Karatê e no Complexo da Mangueirinha”, comentou o delegado, acrescentando a atuação do bandido também em roubos de carros e bancos.

As investigações revelaram que Naíba, antes da ocupação do Complexo do Alemão, atuava na administração da venda de drogas no Morro da Fé, no Complexo da Penha, e era um dos homens de confiança do traficante Paulo Rogério de Souza Paz, o “Mica”.

Ainda de acordo com os agentes, após a ocupação o criminoso passou a se esconder no Morro da Mangueira, em São Cristóvão, juntamente com seus comparsas, administrando suas atividades ilícitas.

Naíba também era responsável pelo tráfico de drogas no Morro do Machado, em Belford Roxo, em sociedade com o traficante, Luiz Carlos Nese José, conhecido como “Olho de Vidro”.


 

Siga CaxiasDigital no Twitter

Adicione CaxiasDigital no Facebook

Related Posts with Thumbnails